VDJPedia



 Ripar VOBs separando clipes

Versão original by TOPHOUSE


Para a maioria dos usuários, ripar* videoclipes de DVDs é uma dor de cabeça. Mas com as ferramentas certas e "know-how" esta tarefa é realmente simples. Ao fim deste tutorial, você estará ripando feito Profissional.

Primeiramente, é bom saber que podemos encontrar DVDs com videoclipes de dois tipos diferentes.

O primeiro tipo - e que costuma provocar a maioria das dores de cabeça - é chamado shared VOB (VOB compartilhado), como por exemplo os DVDs Promo Only e MixMash*. Neste tipo de DVD existem somente 4 ou 5 arquivos VOB, mas dentro destes existem em média 30 videoclipes diferentes. Este é o foco do nosso tutorial, pois aqui aprenderemos como criar arquivos separados para cada um destes 30 videoclipes mantendo exatamente a mesma qualidade do arquivo original.

O segundo tipo é chamado multi VOB (VOB múltiplo). Neste tipo de DVD, cada videoclipe tem seu próprio arquivo VOB. Em geral basta decriptar estes DVDs com qualquer ferramenta disponível (DVDFab, AnyDVD, CloneDVD, DVD Shrink, etc.) e então remover os arquivos VOB para sua pasta de videoclipes, renomeando-os conforme padrão [ARTISTA] - [TÍTULO]. Mas mesmo assim falarei um pouco sobre este tipo e informarei como ripar com DVD Decrypter após o método usado para shared VOB.

Após tentar várias ferramentas de extração, encontrei a melhor delas de longe e coincidentemente uma ferramenta gratuita, chamada DVD Decrypter. Você pode baixar o DVD Decrypter aqui http://www.dvddecrypter.org.uk/


CONFIGURAÇÕES

A primeira coisa a fazer após baixar o programa é certificar-se que as configurações estão corretas. Após ajustar, não será necessário mexer novamente nestas configurações. Então, execute o DVD Decrypter, e em seu menu selecione TOOL > SETTINGS

Escolha a aba GENERAL e defina conforme a figura abaixo:



A seguir, clique na aba IFO MODE e defina conforme a figura abaixo



E então, clique na aba FILE MODE e defina conforme a figura abaixo



E finalmente, clique na aba STREAM PROCESSING e confirme que a opção "Convert PCM to WAV" está marcada.



É isso, clique OK e volte para a janela principal do programa.


RIPANDO

A seguir, descreverei como ripar um DVD dotipo shared VOB, como exemplo utilizei um DVD MixMash.

  1. Execute o DVD Decrypter

  2. No menu MODE selecione a opção IFO

  3. Insira o DVD no seu leitor de DVD, e aguarde o processamento

    NOTA: O DVD Decrypter não trabalha diretamente com cópias dos DVDs que por ventura você já tenha ripado ou tenha obtiudo de outro modo, e estejam salvas no seu disco rígido. Porém existe uma maneira utilizar mesmo estas cópias sem precisar queimar um DVD. Veja mais na seção "MEUS DVDs JÁ ESTÃO NO MEU HD. COMO FAZER NESTE CASO?"

  4. Após o processamento, você verá que aparecerão várias opções com um símbolo "+" na guia INPUT, estará escrito algo como "VTS_01", "VTS_02" nestas opções. Imagine que cada "VTS" é uma pasta do Windows Explorer, clique então na opção "+" para exibir o conteúdo de cada "pasta".

  5. Ao clicar no botão "+" você verá no interior algo como "PGC 1 [00:47:34]" sendo que o conteúdo entre colchetes é o tempo de duração em horas, minutos e segundos. Imagine que este "PGC" também seja uma subpasta dentro de "VTS".

  6. Clique na "pasta" PGC e na parte inferior esquerda você verá uma lista de "capítulos" cada um com seu "tick-box" (caixa de marcar). Estes capítulos são seus videoclipes separados, cada capítulo é um videoclipe. Um disco MixMash padrão possui 15 videoclipes, então você verá 15 capítulos. A ordem destes capítulos é a ordem das faixas do DVD, portanto se você não tem interesse em um determinado capítulo (ou faixa) basta desmarcar o tick-box referente.

    NOTA: no caso de existirem mais de uma pasta VTS com seu respectivo PGC, isso costuma significar existência de submenus. Por exemplo, a pasta VTS_01 é o filme completo, a pasta VTS_02 são os extras do DVD. Para saber qual PCG utilizar, tenha como referência o tempo exibido em cada um. Os PCGs de maior duração costumam ser os "filmes principais" então estes devem ser decriptados em primeiro lugar. Caso haja alguma coisa que lhe desperte interesse nos submenus apresentados (por exemplo, um DVD com um show que tem nos extras um videoclipe oficial) então use este outro PGC, de duração mais curta, após decriptar o filme principal.

  7. Clique na aba STREAM PROCESSING, nunca deixe de fazer isso por mais que já tenha ripado centenas de DVDs!!!

  8. Marque AGORA a opção "Enable Processing" pois esta opção sempre aparecerá desmarcada.

  9. Na janela abaixo desta opção você verá em geral dois ou mais streams, estes se dividem em streams de vídeo e de áudio. Cada stream refere-se a um formato de áudio e vídeo disponível no DVD. Por exemplo: você pode ter no mesmo DVD vídeos no formato 4:3 ou 16:9 (widescreen) tanto em NTSC quanto PAL-M, você pode ter legendas em vários idiomas, e podem existir também formatos de áudio estéreo (2ch) ou muticanal surround (5ch ou 6ch). Por padrão você verá marcadas as opções de vídeo 4:3 e de áudio estéreo. Abaixo, falarei mais sobre STREAMS (isso é importante!)

  10. Na parte inferior esquerda da janela principal do programa, clique no ícone com uma pasta para escolher local ou "destination" onde seus arquivos ripados serão gravados no seu disco rígido.

  11. Ao fazer isso, clique na seta verde entre as figuras do DVD e do disco rígido (ou então no menu FILE opção DECRYPT). Ao fim do processo, você terá seus arquivos separados na pasta que você indicou.


Nas figuras abaixo você vê alguns passos do procedimento destacados na janela principal do programa






STREAMS

Primeiramente, vou explicar porque eu marco a opção "stream processing". Após ripar só Deus sabe quantos DVDs e estudando, experimentando, etc. eu percebi que quando você tem esta opção marcada, praticamente não ocorrem "rips" nos quais o áudio foge de sincronia com o vídeo.

Em segundo lugar, o método acima funciona com DVDs comerciais como "The Smiths - The Complete Picture", "Sultans of Swing - The Very Best of Dire Straits", etc. mas fique atento, muitos títulos comerciais tem legendas, multi-idiomas, dois tipos de áudio (PCM stereo e Dolby Surrounding), etc. Então, quando estiver executando o passo 9 acima explicado, cso estes formatos opcionais estejam presentes lembre-se de desmarcar as opções de legendas, formatos de vídeo e áudio não desejados, deixando somente o vídeo que você precisa e o áudio estéreo. Mas claro, você é dono dos arquivos finais, portanto se achar interessante que os mesmos tenham legendas ou que tenham outro tipo de formato de áudio, então basta manter o stream.


UM POUCO MAIS SOBRE DVDs COMERCIAIS...

Lembra-se que mencionei acima que "VTS" e "PGC" são como pastas? Em DVDs comerciais normalmente você tem conteúdo extra ou Easter Eggs * onde é possível encontrar músicas que nem mesmo estão relacionadas nas listas de músicas da embalagem.

Então, selecione estes VTS e veja o que aparece. A propósito, há uma coleção chamada "Duran Duran - Greatest" na qual existe um grande número de easter eggs e conteúdo oculto que é amplamente discutida na internet. É um pesadelo achar todas as faixas desta coleção. http://en.wikipedia.org/wiki/Greatest_(Duran_Duran)



DVDs MULTI VOB

Ao começar a ripar seus DVDs rapidamente você perceberá a diferença entre um DVD shared VOB e um DVD Multi VOB. Uma dica: coloque seu DVD no leitor, acesse "Meu Computador", clique com o botão direito sobre o leitor de DVD e escolha a opção"Explorar". Abra a pasta VIDEO_TS e caso em seu interior hajam mais de 5 arquivos VOB, há uma boa chance que o disco seja do tipo multi VOB.

Neste caso, use um método um pouco diferente.

  1. Execute o DVD Decrypter

  2. Clique no manu MODE e selecione a opção FILE

  3. Após análise do disco, você verá uma de arquivos. Os únicos que interessam são os arquivos VOB. Pressione a tecla CTRL e clique em todos os arquivos VOB, selecionando-os.

  4. Após selecioná-los, na parte inferior esquerda da janela principal do programa, clique no ícone com uma pasta para escolher local ou "destination" onde seus arquivos ripados serão gravados no seu disco rígido.

  5. Ao fazer isso, clique na seta verde entre as figuras do DVD e do disco rígido (ou então no menu FILE opção DECRYPT). Ao fim do processo, você terá os arquivos que foram selecionados na pasta que você indicou.

  6. Após ripar todos os VOBs, toque cada um deles e verifique-os. Alguns poderão ser inúteis, como menus, nota de direitos autorais, até mesmo arquivos em branco. Apague os arquivos indesejáveis e mantenha e renomeie os arquivos necessários. Com a prática, ao ver os arquivos VOB listados você saberá identificar quais são músicas e quais são inúteis apenas observando o tamanho do arquivo.


Na figura abaixo você vê os passos deste procedimento selecionados



MEUS DVDs JÁ ESTÃO NO MEU HD. COMO FAZER NESTE CASO?

O DVD Decrypter não lê DVDs já ripados e gravados em seu HD. Ele somente lê discos a partir de sua unidade de disco. Em teoria, seria preciso queimar cada DVD já ripado em um disco para que o DVD Decrypter o leia, mas há um meio de fazer isso sem precisar queimar DVDs.

Basicamente, iremos enganar o DVD Decrypter criando uma unidade de leitura virtual em seu computador. O Decrypter o lê como se fosse uma unidade comum, então todos os passos dos tutoriais acima são aplicáveis.

Você precisará de duas ferramentas: um programa para criar uma imagem ISO do seu DVD, e um programa para montar esta imagem ISO criando um drive Virtual em seu sistema.

Para criar a imagem ISO, eu utilizarei o CD Burner XP
http://cdburnerxp.se/

E para montar a imagem ISO criada, utilizarei o Daemon Tool Lite
http://www.daemon-tools.cc/por/products/dtLite

Ambos são gratuitos, basta acessar os links, baixar e instalar.

NOTA: Durante o processo de instalação do Daemon Tools, defina-o como aplicativo padrão para arquivos ISO.

NOTA: Você não é obrigado a usar os mesmos programas, existem várias opções na internet que fazem o mesmo trabalho, mas neste caso não posso garantir que funcione exatamente conforme os exemplos que citarei.

NOTA: Durante o processo de instalação, tenha cuidado com programas inúteis normalmente fornecidos com programa gratuitos (como barras de ferramentas para seu navegador e antivírus). Não clique OK em todas as janelas, leia todas as mensagens exibidas, tenha preferência por instalações personalizadas - onde você tem opções de para não instalar estes bloatwares.

Após instalar, siga o procedimento abaixo:

  1. Execute o CD Burner XP

  2. Escolha a opção "Disco de dados" no menu de início

  3. Use o navegador da janela superior do CD Burner para localizar o seu DVD já ripado. Abra as subpastas até localizar as pastas AUDIO_TS e VIDEO_TS do seu DVD. Nota: em alguns casos, DVDs obtidos na internet não possuem a pasta VIDEO_TS. Então, é extremamente recomendável criar uma pasta VIDEO_TS e inserir todos os arquivos do DVD nesta pasta, caso contrário a imagem ISO não terá uma pasta com este nome, e consequentemente o DVD Decrypter não reconhecerá o DVD após montado pelo Daemon Tools LITE.

  4. Clique e arraste a pasta VIDEO_TS para a janela inferior do CD Burner XP, na área com a mensagem "Arrastar e soltar arquivos aqui, ou use o botão adicionar para adicionar arquivos a sua compilação"

  5. No menu ARQUIVO, escolha a opção SALVAR COMO ISO

  6. Defina um nome para sua imagem ISO (por exemplo Beastie Boys.iso) e clique na opção SALVAR. Aguarde o processo de criação do arquivo ISO.

  7. Após terminado o processo, feche o CD Burner XP

  8. Acesse com o Windows Explorer o local onde você gravou a imagem ISO. Ao clicar duas vezes sobre a imagem, a mesma será aberta com o Daemon Tools, que irá criar uma unidade de leitura virtual em seu computador. Isto permite que você reproduza o DVD a partir da imagem ISO sem necessidade de queimar um DVD. E neste ponto é que entra o DVD Decrypter.

  9. Execute o DVD Decrypter e escolha no menu SOURCE a letra da unidade virtual criada pelo Daemon Tools.

  10. Siga os procedimentos para ripar o DVD conforme acima descritos.

  11. Ao terminar de ripar seu DVD, delete a imagem ISO criada.




GLOSSÁRIO

Ripar* - Basicamente, significa extrair de mídia de CDs, DVDs e Blu-Rays eliminando os protocolos de segurança contidos nestes discos (e que somente são decodificados pelos aparelhos específicos de leitura e reprodução que você compra nas boas lojas do ramo) permitindo com que estes mesmos arquivos sejam lidos normalmente pelo player de mídia comum do seu computador.

Promo Only e MixMash* - são fornecedores de videoclipes para DJs, este serviço não tem similares no Brasil. Do mesmo modo que compramos CDs com músicas no Brasil, estes fornecedores vendem DVDs com videoclipes. Caso você queira se tornar cliente, seguem os websites
http://www.promoonly.com/
http://www.mixmashrecords.com/

Easter Egg - Trata-se de conteúdo escondido dentro de um DVD, normalmente não acessível por menus ou cujo modo de acesso pode variar desde um ponto escondido em um submenu (por exemplo, você consegue selecionar um ponto do menu que não é uma opção normal) ou um combo de teclas a apertar quando em um determinado trecho ou menu do DVD.


VOLTAR ao Indice