Speedy53
Sou Frank Speedy, membro do time de suporte VirtualDJ em língua portuguesa. Entre em contato, envie uma mensagem particular, ou faça uma postagem no mural público. Por favor use as ferramentas apropriadas para problemas e dúvidas com VirtualDJ. Veja os playlists dos meus sets, e fique ligado no meu blog, onde você pode ver vídeos meus discotecando - transmitindo ao vivo desde 2010.
I am Frank Speedy, member of VirtualDJ Support Team for portuguese speaking users. Contact me by private messages, or posting at the wall. Please use the appropriate tools if you have any issues regarding VirtualDJ. Check my sets, and stay tunned to my blog, where you can see my DJing videos - live streaming since 2010.
 Comparando Controladores para DJ

Wed 26 Sep 12 @ 7:11 pm

Olá, seja bem-vindo a mais um artigo.

Hoje, escreverei sobre um tema recorrente no fórum: Comparação entre controladores. É muito comum que as pessoas abram tópicos solicitando aos usuários do fórum que opinem entre modelos de controladoras ou dicas para compra, em especial usuários que estão entrando no mundo DJ. E na minha opinião, isso é um grande erro!

Eu acho que um controlador, como qualquer outro equipamento, atenderá uma necessidade pessoal de quem usa. Em geral, os usuários do fórum (eu inclusive) não tem experiência com muitos produtos para que possam realizar comparações realmente eficientes. E outro aspecto a se considerar é que caso alguém emita opinião, o fará com base na experiência própria que não necessariamente é a mesma que o usuário que solicita opinião se encontra.

Por isso, eu sempre incentivo que o próprio usuário busque meios para chegar a uma conclusão sozinho. E abaixo, tentarei observar aspectos que devem ser considerados para a escolha.


São tantos... e agora?


Antes de tudo, uma observação: ESTEJA CERTO SOBRE O QUE VOCÊ PROCURA!!!! Muitos usuários chegam até este artigo sequer sabendo diferenciar um mixer, uma controladora, um CDJ (CD Player). É comum encontrarmos usuários se confundindo com nomes de equipamentos, fabricantes, modelos de equipamentos... o que é uma clara evidência de despreparo total! Se você está neste estágio e começou ONTEM suas pretensões como DJ, então tenha mais cuidado! Você talvez esteja pisando em terreno desconhecido e poderá ter péssimas experiências. É fato que atualmente, as fronteiras entre cada um destes equipamentos estão cada vez mais apagadas, mas se você não souber BASICAMENTE o que cada um faz, procure se informar.

1. ASPECTOS FUNDAMENTAIS

O primeiro aspecto é definir um objetivo, e este objetivo deve levar em conta três fatores fundamentais:

1.1. Qual software você quer usar?

Muitos chegam a este artigo com a idéia de que o controlador é o elemento central do setup de um DJ que trabalha com software. Isso é um erro grotesco.
Se você não percebeu, um controlador é um “joystick” bem elaborado, e nada mais. Alguns são mais bonitos, tem “marca”, tem mais chaves, mas no fundo todos fazem a mesma coisa - controlar um software. Então, se você escolher um software ruim, que não alcance as metas que você necessita, consequentemente terá dificuldades quando for realizar um evento.
Como exemplos: se você escolher uma Numark Mixdeck, ela virá com o Serato Itch; ou o Traktor Kontrol S4 com Traktor; ou o Pioneer DDJ-WeGO com VirtualDJ.
Cada software certamente atenderá as necessidades básicas para DJs (como master e pré-escuta, efeitos, pitch, cues, loops), mas se você estudar a fundo verá que cada um tem diferenças, e nestas diferenças estão seus prós e contras, por isso é importante definir a primeira opção antes de escolher o equipamento.
Caso você compre uma controladora com software “X” e tenha predileção por software “Y”, terá ainda que gastar para adquirir o programa “Y” ou, na pior das hipóteses, arriscar instalar programa pirata e submeter seu sistema a falhas.
Então, escolher um programa que atende plenamente suas necessidades será fundamental pois algumas controladoras trabalham melhor com um software e outras com outro, e você enxerga isso nos casos de equipamento desenhados especialmente para algum software. A escolha do software não deve ser consequência do controlador, mas sim elemento fundamental.
E lembre-se: se você escolher pela utilização de programas piratas, seja qual for, lembre-se que podem haver consequencias indesejáveis inerentes a esta escolha, como mau funcionamento do equipamento. E se você é um DJ profissional, por favor não envergonhe a classe usando ferramentas ilegais. Usar software pirata é o mesmo que comprar equipamento falsificado. Não pague mico, faça jus ao nome "profissional" que você ostenta.

1.2. Quais características básicas você quer em uma controladora?

Faça a seguinte escolha:

1. Quero uma controladora que somente controle um programa qualquer e se possa fazer pré-escuta* via headphone
2. Quero uma controladora que, além de executar o número 1, também possa servir como mixer para ligar fontes de áudio externas (Toca-discos, CDJs, etc.)

* pré-escuta: ouvir no fone a música que você irá executar a seguir, e que não é a mesma música que o pessoal da pista está escutando.

1.3. Quanto você tem para comprar uma controladora?

Orçamento é fundamental. Quanto mais se quer de uma controladora, mais caro será o produto. As marcas famosas são as mais caras. Tenha cuidado com equipamentos que oferecem muito porém a preços baixos demais (por exemplo, controladores com placa de som que estão na faixa de preço de controladores sem placa de som).
Mas se você não tem limites neste campo, siga em frente...

2. ASPECTOS TÉCNICOS

Tendo este objetivo na cabeça, uma idéia básica do que se espera do equipamento, parte-se pro mercado. Basicamente os seguintes aspectos técnicos básicos devem ser observados ao se comparar controladoras:

  1. Controladora ou CDJ?

    Não compare alho com bugalho. Vários CDJs controlam softwares via MIDI/HID (protocolos de comunicação entre equipamentos). Portanto, caso seu objetivo também seja uso de mídia externa (CDs e DVDs) isso deve ser levado em conta. Se você fizer opção por CDJs lembre-se que precisará um mixer também. Mas (isso pode complicar sua cabeça) existem no mercado diversos aparelhos “all-in-one” que além de reproduzir mídia de CDs e HDs externos sem precisar de um computador, também podem agir como controladores MIDI/HID.

  2. Controladoras com placa de som x Controladoras sem placa de som

    Pra funcionar, qualquer controlador necessitará uma placa de som. Você deverá escolher se prefere que o controlador já tenha placa própria, ou se usará placas externas para obter áudio. A diferença é que com um controlador com placa de som interna você tem um setup com áudio independente do seu computador. Por exemplo, se você vai usar um notebook, é raro que as placas de som dos notebooks tenham mais de dois canais, e como você precisará de 4 canas de áudio (2 canais para master e 2 canais para pré-escuta) a placa de som do controlador resolve o dilema sem stress. Enquanto que controladores sem placa de som farão com que você busque alternativas para obter pré-escuta, como separação monofônica ou placas de som USB.

    • Para controladoras com placa de som
      - Compatibilidade com sistema operacional que você usa
      - Tipo de drivers (ASIO ou WDM para WIndows). Controladoras com drivers ASIO costumam ser melhores
      - Número de entradas e saídas da placa de som. Define possibilidade de usar CDJs ou TTs e também de controle por timecode
      - Tipo de saída da controladora (balanceada = XLR ou P10; desbalanceada = RCA). Isso é importante caso você já tenha um sistema de amplificação (amplificador ou caixas ativas). O tipo de saída da controladora deverá ter compatibilidade com a entrada do seu sistema de amplificação.

    • Para controladores sem placa de som
      - São joysticks. Quanto mais botões tiverem, mais recursos do programa poderão controlar


  3. Controladoras 4 decks x Controladoras 2 decks

    O numero de decks controláveis é algo a ser observado, hoje os principais programas para DJs tem como padrão uso de 4 decks.
    Nota: CDJs não entram nesta comparação, cada CDJ controla 1 deck

  4. Requisitos adicionais

    • Mobilidade. Em geral, donos de controladores buscam mobilidade, facilidade de levar seu setup a qualquer lugar. Sob este aspecto, controladores com dimensões exageradas podem ir na contramão do seu objetivo.
    • Uso de componentes de primeira ou de segunda linha para construção. Define diretamente a vida útil da controladora.
    • Possibilidade de uso de mídia direta (CDs, DVDs e unidades de armazenamento externo) ao invés de somente software. Ex.: Numark Mixdeck
    • Possibilidade de uso de componentes de mídia direta (CDJ e Turntables) ao invés de software - ou seja, trabalham como mixer. Vê-se isso observando se a placa de som tem entradas.
    • Assistência técnica e Suporte ao usuário. Deve-se evitar equipamentos que não tenham assistência no país onde você vive. Eu moro no Brasil onde em geral somente os grandes fabricantes tem assistência direta, enquanto outros trabalham com representantes que volta e meia desistem de trabalhar com o produto e deixam seus usuários a ver navios.
    • MIDI ou HID? Estas siglas definem os protocolos usados pelo seu controlador para se comunicar com seu computador. MIDI é um protocolo mais antigo, porém ainda muito usado em controladores mais simples. HID é mais recente, e mais usado em controladores de alta performance.

E o que fazer depois de definir um objetivo e chegar a 2 ou 3 equipamentos possíveis?

Pesquise. A internet e o Google existem para isso. Visite as páginas dos fabricantes das controladoras, leia manuais, reviews (em sites como o DJTechTools). Assim, você fará uma escolha fundamentada de acordo com suas necessidades pessoais e certamente não terá decepções.

Procure saber em lugares confiáveis sobre reclamações dos produtos e empresas que você estiver comparando. Sempre haverão reclamações, mas se você notar um volume muito grande referente a um determinado produto, melhor não se arriscar.

Sem dúvida, se você fizer isso será melhor do que chegar num fórum totalmente perdido e perguntar a um monte de desconhecidos “Qual é a melhor, controladora A ou controladora B?” Lembre-se que o cara que te responder pode ter uma necessidade diferente da sua, e ele não gastará o dinheiro dele e não ligará a mínima se você ficar insatisfeito com o produto...

3. LINKS ÚTEIS

Google
https://www.google.com.br

O Google é o lugar! Você pode procurar de tudo. Video reviews no Youtube (por exemplo, digite o modelo de sua controladora acompanhado da palavra Youtube), manuais de equipamento, comparações de preço (por exemplo, o mercado livre é uma boa referência).

Sites de fabricantes de controladoras


Pioneer

Hercules

Numark

Native Instruments

Denon

Behringer

Ion

American Audio

DJ-Tech

Sites com Reviews sobre Controladoras

Digital DJ Tips
http://www.digitaldjtips.com/
http://www.digitaldjtips.com/dj-controllers-guide-2014/

DJ Tech Tools
http://www.djtechtools.com/category/tech-reviews/dj_controllers/


Comparação de Preços

Eu utilizo o mercado livre Brasil, você consegue fazer a pesquisa e ordenar os resultados pelo preço... é muito útil para pessoas que tem como premissa básica o orçamento, por exemplo, controladoras na faixa entre R$ 500 e R$ 600

http://www.mercadolivre.com.br/